Nota em solidariedade ao Vereador Bruno Galvão.

Durante a leitura do relatório da Comissão Parlamentar de Investigação-CPI no último dia (22), de autoria do Vereador Bruno Galvão, o nobre edil foi ameaçado por instrumento de ligação telefônica e logo após findada a discussão do relatório Bruno prestou notícia-crime.

Reconhecendo a gravidade dos fatos e na tentativa de limitar as atribuições da Vereança instituídas pela Constituição Federal de 1988, em especial taxadas nos artigos 29 e 30 em que há poder-dever de fiscalizar os atos do Chefe do Executivo, assim como ir em busca das principais demandas sociais, a Câmara Municipal de Belo Jardim se solidariza e lamenta profundamente o transtorno ocorrido.

Esperamos que a situação seja resolvida com celeridade; que sejam punidos os verdadeiros culpados e nos colocamos à disposição para que o mandato do Vereador mantenha-se em desempenho sólido.

 

Comunicação CMBJM


Imprimir