Câmara recebe denúncia durante a Sessão da última terça-feira.

Na última terça-feira (23), ocorreu a 16ª Sessão Ordinária com presenças dos Representantes do Poder Legislativo e do povo, em que na oportunidade a Câmara recebeu uma denúncia sobre a Saúde Pública cujo autor foi o senhor  Márcio, funcionário da Moura sobre os altos índices de casos de Leishmaniose em nosso Município.

A doença infectocontagiosa, afeta homens e animais, principalmente os cachorros atingindo de duas formas: a pele (cultânea) ou atingindo os órgãos internos (visceral). A transmissão é feita pelo mosquito “Palha”, sendo os reservatórios primários roedores e cães. Os sintomas mais vistos são faringe; laringe; alteração da voz; insuficiência respiratória e fraqueza muscular. O diagnóstico é feito por meio de exames laboratoriais.

O denunciante relatou que meses atrás notificou os responsáveis da Secretaria de Saúde, mas nenhuma providência foi tomada.

Após aberta a discussão, o Vereador Bruno se posicionou sobre o caso e relatou os mesmos empecilhos ao procurar medidas com a respectiva Secretaria. Também destacou a parceria feita com o IFPE, em que cedeu uma sala para procedimentos veterinários, porém mesmo com reuniões reiteradas com pessoas ligadas ao prefeito, não houve prontificação nenhuma da parte do Executivo em disponibilizar um médico veterinário para executar sistemas de castração e atendimento público aos animais.

É de se destacar que há a necessidade de se estudar o processo de eutanásia que deverá ser tomado, assim como os cuidados com os restos mortais dos animais já que se trata de uma doença transmissível para humanos e incurável para cães.


Imprimir